top of page

Créditos de carbono, crime ambiental, fraudes, prevenção à lavagem de dinheiro

Como resultado do monitoramento da evolução dos riscos globais e das tendências do crime, o Basel AML Index adicionou o crime ambiental como um novo indicador na categoria “Qualidade da estrutura PLD/CFT”, da prevenção à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo (PLD/CFT).


O Basel AML Index é um ranking independente produzido pelo Basel Institute on Governance desde 2012. Ele fornece pontuações holísticas de risco de lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo com base em dados de 18 fontes publicamente disponíveis, como o Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (GAFI/FATF), a Transparência Internacional, o Banco Mundial e o Fórum Econômico Mundial (observe não haver relação com o "Comitê de Supervisão Bancária da Basiléia").


Exemplos de crimes ambientais neste relatório do Basel AML Index são crimes florestais, mineração ilegal, comércio ilegal de vida selvagem e tráfico de resíduos. Os créditos de carbono não são especificamente mencionados.


Por outro lado, um relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP) de 2016 sobre crimes ambientais já havia trazido algumas referências a fraudes relacionadas a créditos de carbono, em especial relacionadas ao IVA. O relatório "The rise of environmental crime: A growing threat to natural resources peace, development and security" indica também que a taxa de crescimento dos crimes ambientais é surpreendente e disparou para se tornar o quarto maior setor criminal do mundo (depois do tráfico de drogas e humanos e falsificação) em apenas algumas décadas, crescendo 2 a 3 vezes mais que a economia global. A INTERPOL e a UNEP estimaram que recursos naturais no valor de US$ 91 bilhões a US$ 258 bilhões anuais estavam sendo roubados por criminosos, privando os países de receitas futuras e oportunidades de desenvolvimento.


Também no início de 2022, a Transparência Internacional atualizou um relatório de 2011 alertando sobre certos riscos relacionados à captura e armazenamento de carbono (CCS) e gerenciamento de radiação solar, também conhecido como geoengenharia. Como essas soluções estão sendo cada vez mais consideradas no combate à crise climática, a Transparência Internacional chama a atenção para os seguintes riscos relacionados ao clima:

  • (nova) concentração de conhecimento/poder, criando condições potenciais para fazer lobby ou influenciar práticas de corrupção

  • (nova) concentração de patentes e tecnologia, aumentando o risco de fraudes em concorrências públicas

  • desvio de fundos

  • suborno na adjudicação de contratos

  • nepotismo

  • distorção de fatos científicos

  • violação dos princípios da justa representação

  • alegações falsas sobre as "credenciais verdes" de produtos de consumo (ou seja, greenwashing)



E esses dois também:


Voltando e concluindo, de acordo com o comunicado de imprensa do Basel AML Index, AML /CFT é mais do que apenas combater o crime financeiro. Trata-se de proteger as pessoas, o meio ambiente e soluções como os mercados de crédito de carbono e tecnologias como captura e armazenamento de carbono, o CCS.


Clique na imagem (da capa do relatório 2016 da UNEP citado acima) abaixo para acessar o relatório Basel AML Index e ver a avaliação para a maioria dos países.



留言

評等為 0(最高為 5 顆星)。
暫無評等

新增評等

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page