top of page

Datação por carbono prejudicada pelo aumento das emissões de combustíveis fósseis

Ciência. As técnicas de datação por carbono baseiam-se no fato de que existem vários isótopos de carbono no ar. O carbono-12 estável é o mais comum, mas há também uma pequena quantidade de carbono-14 radioativo, em uma proporção que varia naturalmente ao longo do tempo: a partir de 2021, a queima de combustíveis fósseis mudou oficialmente a composição dos isótopos de carbono no ar. Isso pode causar problemas para as valiosas técnicas de datação por carbono. A tendência “em breve poderá tornar difícil dizer se algo tem 1.000 anos ou é moderno”, diz um especialista em datação por radiocarbono. Os pesquisadores sabem há muito tempo que o fim dessa técnica chegaria, mas o aumento das emissões de CO2 acelerou o processo e nas próximas décadas o valor do carbono-14 não será mais diagnóstico de uma data. Clique para ler mais sobre este tema científico, artigo da Nature, incluindo 3 referências acadêmicas. E aqui você pode ler outro post interessante, sobre as intrigantes assinaturas de carbono em Marte, medidas pelo rover Curiosity da NASA.


Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page