top of page

A promessa atrasada dos US$ 100 bilhões em financiamentos climáticos desde a COP-15.

Hoje é terça-feira, 7 de novembro de 2023.


A décima quinta sessão da Conferência das Partes (COP-15) ocorreu em dezembro de 2009 em Copenhagen, Dinamarca.


Foi quando as nações ricas assumiram um compromisso significativo com as nações menos ricas: prometeram canalizar 100 bilhões de dólares por ano até 2020, para as ajudar na adaptação às alterações climáticas e a mitigar novos aumentos de temperatura. Clique aqui para ler você mesmo, página 7, item 8 do “Copenhagen Accord.


"O financiamento para a adaptação será priorizado para os países em desenvolvimento mais vulneráveis, como os países menos desenvolvidos, os pequenos Estados insulares em desenvolvimento e a África. No contexto de ações de mitigação significativas e da transparência na implementação, os países desenvolvidos comprometem-se com o objetivo de mobilizar conjuntamente o USD 100 bilhões de dólares por ano até 2020 para responder às necessidades dos países em desenvolvimento. Este financiamento provirá de uma ampla variedade de fontes, públicas e privadas, bilaterais e multilaterais, incluindo fontes alternativas de financiamento ... Uma parte significativa desse financiamento deverá fluir através do Copenhagen Green Climate Fund".


Cerca de 14 anos se passaram e ainda não há notícias claras sobre essa meta, esse dinheiro. E os eventos climáticos extremos tornaram-se sensivelmente cada vez mais ... extremos. E catastróficos. Como todo ser vivo na Terra está vivenciando.


A meta de US$ 100 bilhões será alcançada? Não até 2020, como prometido, pois essa data já passou.


Em dezembro de 2020, um grupo de peritos independentes em financiamento climático preparou o relatório “Delivering on the $100 billion climate finance commitment and transforming climate finance”, um relatório que foi publicado no portal das Nações Unidas. Os autores tentaram responder a essa questão e concluíram a sinopse do relatório da seguinte forma:


"Todas as decisões financeiras devem ter em conta o risco climático. Começando com os 100 bilhões de dólares por ano até 2020, todo o sistema de financiamento climático deve ser ampliado, urgentemente. É necessária uma mudança radical. Este não é o momento para recuar. É o momento para uma ambição muito maior." (mantivemos a formatação em negrito, como está no relatório).


Clique na imagem abaixo para ler o relatório de 70 páginas.


Para concluir, como disse a Secretária de Mudanças Climáticas do Ministério do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas do Brasil, Ana Toni, em evento na semana passada, isso está “corroendo a confiança”. E, além disso, espera-se que o “Global Stocktake” aumente esse valor. Precisamos de uma mobilização mais eficaz do setor financeiro, de uma taxonomia verde aplicada e de apoio aos países mais vulneráveis.


Será que a COP-28 no Dubai conseguirá evoluir nesse tema?



Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page