top of page

WEF e McKinsey depois de Davos: Global Cooperation Barometer 2024 e 10 conclusões principais.

Hoje é segunda-feira, 22 de janeiro de 2024.


Como você provavelmente ficou sabendo, o World Economic Forum (WEF) realizou a sua 54ª Reunião Anual na semana passada em Davos, na Suíça. O tema foi "Rebuilding Trust".


Carbon Credit Markets fez dois posts a respeito:





Embora existam opiniões muito diferentes sobre a relevância das reuniões de Davos ao longo do tempo, elas representam uma espécie de barômetro sobre questões globais e cooperação. Empresariais e políticas. A propósito, alguns notaram que este ano os políticos não estiveram presentes em quantidade como estiveram no passado.


De qualquer forma, não é por acaso que é também em janeiro que o mesmo WEF divulga o seu "Global Cooperation Barometer 2024", um relatório estruturado em cinco dimensões de conexão global: comércio e capital, inovação e tecnologia, clima e capital natural, saúde e bem-estar, e paz e segurança.


A principal constatação é de um contexto geopolítico complexo e preocupante, repleto de incertezas geoeconômicas e de mercado. De acordo com o relatório, “os líderes dos setores público e privado precisarão de ganhar fluência na dinâmica que impulsiona essas mudanças, não apenas para estabilizar a sua posição, mas também para estarem preparados para moldar um futuro positivo”.


Como? Aqui algumas sugestões:


  • Praticar a “coopetição”, concentrar-se na promoção de interesses partilhados que possam existir, apesar da concorrência;


  • Utilizar a cooperação para gerar cooperação, aumentar a confiança geral e diminuir rivalidades ou conflitos desnecessários;


  • Aumentar as capacidades de gestão, não apenas compreendendo as manchetes, mas tendo uma compreensão sutil das nuances, contexto e potenciais implicações para o negócio;


  • Avaliar a experiência e o envolvimento do Conselho, desenvolvendo as suas capacidades em temas de cooperação global, convidando especialistas globais, mais proativos na gestão de "testes de pressão";


  • Construir opções estratégicas dinâmicas, versus o velho paradigma da globalização;


  • Pensar na diversificação, e não na dissociação, por exemplo, começar a procurar outros fornecedores e permitir que mais países participem de forma mais plena.


Clique na imagem abaixo para o relatório "Global Cooperation Barometer 2024".


Para finalizar, clique aqui para ver a série de quadros diários "McKinsey Chart of the Day" explorando temas relacionados à 54ª Reunião Anual do WEF em Davos, incluindo remoção de CO2, instabilidade geopolítica, resiliência empresarial, ganhos de produtividade de IA generativa e capacitação econômica. É um conjunto fantástico de gráficos.


Você também pode se interessar por McKinsey & Company's 10 key takeaways from Davos.




 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page