Qual o impacto ambiental de cada material de construção?

Com a ideia de evidenciar o impacto ambiental dos materiais de construção mais comuns, considerando as fases da extração da matéria-prima, transporte e manufatura, o Centre for Industrialised Architecture (CINARK) da Royal Danish Academy, desenvolveu uma ferramenta interativa muito interessante: a Pirâmide dos Materiais de Construção. Através de uma linguagem clara e intuitiva, a ferramenta digital torna possível comparar, por exemplo, os impactos de matérias-primas de forma que o projetista possa ter ciência de cada decisão de especificação de materiais ou produtos em um projeto. A ferramenta permite inclusive selecionar diferentes impactos:

  1. Potencial de Aquecimento Global (Global Warming Potential - GWP)

  2. Potencial de destruição da camada de ozônio (Ozone depletion potential - ODP)

  3. Formação de Ozônio Troposférico (Photochemical Ozone Creation Potential - POCP)

  4. Potencial de Acidificação (Acidification Potential - AP) e

  5. Potencial de Eutrofização (Eutrophication Potential - EP).


Interessante, não ? Clique na imagem para um artigo da Engenharia Compartilhada, inclusive exemplificando cada uma dessas 5 categorias e clique aqui para navegar e fazer comparações de seus projetos na diretamente na ferramenta da CINAR


 CARBON CREDIT MARKETS

« … car rien ne se crée, ni dans les opérations de l’art, ni dans celles de la nature, et l’on peut poser en principe que, dans toute opération, il y a une égale quantité de matière avant et après l’opération ; que la qualité et la quantité des principes est la même, et qu’il n’y a que des changements, des modifications. »

Antoine-Laurent De Lavoisier 1789, Traité élémentaire de chimie.