top of page

Padrão GRI para Mineração: consulta pública e convite para webinars 23/fev ou 02/mar

A GRI (Global Reporting Initiative) está desenvolvendo um novo padrão de relatórios para empresas de mineração, que visa fornecer métricas comuns que reflitam as crescentes demandas por transparência do setor. O Standard apresenta relatórios abrangentes sobre os impactos de uma empresa no meio ambiente, nas pessoas e nas economias, em especial na própria localidade da mina.


Talvez você não saiba que o GRI foi fundado em Boston (EUA) em 1997, após protestos públicos sobre os danos ambientais causados ​​pelo derramamento de óleo do Exxon Valdez . O objetivo foi criar o primeiro mecanismo de prestação de contas para garantir que as empresas aderissem aos princípios de conduta ambiental responsável, que foi ampliado para incluir questões sociais, econômicas e de governança. Em 2002, a Secretaria do GRI mudou-se para Amsterdã, Holanda. A primeira versão das Diretrizes GRI (G1) foi publicada em 2000, fornecendo a primeira estrutura global para relatórios de sustentabilidade. Desde então vem se desenvolvendo e expandindo e, em 2016, as diretrizes GRI se tornaram os primeiros padrões globais para relatórios de sustentabilidade – os GRI Standards.


De volta ao rascunho do GRI Standard para Mineração, o período de comentários públicos está em andamento até o final de abril. Este Padrão Setorial proposto identifica 25 tópicos que englobam os impactos de sustentabilidade de organizações envolvidas em mineração e pedreiras, com a GRI buscando feedback para garantir que o Standard final reflita as expectativas de relatórios de todas as partes interessadas.


Os 25 tópicos: Emissões de GEE, Adaptação e resiliência climáticas, Emissões atmosféricas, Biodiversidade, Resíduos, Rejeitos, Água e efluentes, Fechamento e reabilitação, Impactos econômicos, Comunidades locais, Direitos dos povos indígenas, Direitos à terra e aos recursos, Artesanato e mineração de pequena escala, Práticas de segurança, Gestão de incidentes críticos, Saúde e segurança ocupacional, Práticas trabalhistas, Trabalho infantil, Trabalho forçado e escravidão moderna, Liberdade de associação e negociação coletiva, Não discriminação e igualdade de oportunidades, Anticorrupção, Pagamentos a governos, Políticas públicas , Áreas afetadas por conflitos e de alto risco.

Para saber mais sobre o conteúdo do Standard você pode se inscrever em um dos webinars gratuitos (em inglês) que acontecerão nos dias 23 de fevereiro e 2 de março. Clique na imagem abaixo para saber mais .




Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page