OCDE: As cidades podem nos ajudar a chegar ao net zero

As cidades são responsáveis ​​por mais de 70% das emissões globais de CO2 relacionadas à energia, mas, juntamente com as regiões, também são responsáveis ​​por 69% dos investimentos públicos relacionados ao clima. Isso significa que as cidades serão o pano de fundo para grande parte do trabalho pesado na política climática nas próximas décadas, em áreas-chave como uso da terra, habitação, resíduos, água, uso de energia e transporte. A maioria das emissões de CO2 relacionadas à energia nas cidades são provenientes de edifícios, destacando a necessidade urgente de melhorar a eficiência energética das residências e repensar a maneira como construímos. Enquanto muitos países começaram a aplicar padrões rigorosos para novas construções, partes do mundo onde o parque habitacional é mais antigo enfrentam o desafio de modernizar edifícios que são consideravelmente menos eficientes em termos de energia. Na Europa, estima-se que isso custe mais de 100 bilhões de euros por ano. Clique para ler o relatório sobre descarbonização de edifícios "Descarbonização de edifícios em cidades e regiões" e explore o centro subnacional de finanças climáticas "Subnational Government Climate Finance Hub".


 CARBON CREDIT MARKETS

« … car rien ne se crée, ni dans les opérations de l’art, ni dans celles de la nature, et l’on peut poser en principe que, dans toute opération, il y a une égale quantité de matière avant et après l’opération ; que la qualité et la quantité des principes est la même, et qu’il n’y a que des changements, des modifications. »

Antoine-Laurent De Lavoisier 1789, Traité élémentaire de chimie.