Mineração de lítio: novas tecnologias de produção podem alimentar a revolução dos veículos elétricos

Apesar das expectativas de que a demanda de lítio aumentará de aproximadamente 500.000 toneladas métricas equivalentes de carbonato de lítio (LCE) em 2021 para cerca de três milhões a quatro milhões de toneladas métricas em 2030, a McKinsey acredita que a indústria de lítio será capaz de fornecer produtos suficientes para suprir a crescente demanda indústria de baterias de íon de lítio. Além de aumentar a oferta de lítio convencional, que deve se expandir em mais de 300% entre 2021 e 2030, a extração direta de lítio (DLE) e o lítio direto ao produto (DLP) podem ser as forças motrizes por trás da capacidade do setor de responder mais rapidamente ao aumento e necessário. Atualmente, quase toda a mineração de lítio ocorre na Austrália, América Latina e China (representando 98% da produção combinada em 2020). Um pipeline de projetos anunciados indica novos players e geografias no mapa de mineração de lítio, incluindo Europa Ocidental e Oriental, e Rússia dentre outros. Clique na imagem para saber mais.




 CARBON CREDIT MARKETS

« … car rien ne se crée, ni dans les opérations de l’art, ni dans celles de la nature, et l’on peut poser en principe que, dans toute opération, il y a une égale quantité de matière avant et après l’opération ; que la qualité et la quantité des principes est la même, et qu’il n’y a que des changements, des modifications. »

Antoine-Laurent De Lavoisier 1789, Traité élémentaire de chimie.