top of page

LinkedIn: Global Green Skills Report 2023.

Hoje é quinta-feira, 14 de dezembro de 2023.


A concentração de “talentos verdes” na força de trabalho – a percentagem de trabalhadores que têm um emprego verde ou que listam pelo menos uma competência verde no seu perfil do LinkedIn – está crescendo em cada um dos 48 países analisados, dentre eles Brasil, Alemanha, India, Singapura, Portugal, México, Holanda e Estados Unidos.


Esta é uma das conclusões de um estudo divulgado recentemente pelo LinkedIn, a plataforma de mídia social mais relevante voltada para negócios e emprego.


Segundo o LinkedIn, "o Global Green Skills Report 2023 identifica tendências na intersecção entre força de trabalho e sustentabilidade, com base na atividade de mais de 930 milhões de usuários do LinkedIn em todo o mundo. Este relatório inclui questões críticas que formuladores de políticas, líderes empresariais e outros podem explorar enquanto procuram desenvolver regras, programas e políticas que promovam o desenvolvimento de competências verdes e criem caminhos para os trabalhadores fazerem a transição para empregos que ajudem a tornar o planeta mais verde."


Energia e transportes são o primeiro e o segundo maiores setores emissores de carbono, respectivamente, enquanto a indústria financeira é um facilitador crítico dessa transformação. Como tal, estes três setores são considerados fundamentais para cumprir as metas globais climáticas e de sustentabilidade.


Para esta nova economia, são sugeridas competências verdes. O LinkedIn desenvolveu uma nova taxonomia e métricas de competências verdes para quantificar até que ponto diferentes países, setores e empregos utilizam essas competências. Eles se referem a isso como intensidade de habilidades verdes.


Muitas competências verdes estão em ascensão e algumas estão entre as competências de mais rápido crescimento na economia: serviços ambientais e moda sustentável cresceram mais de 60% nos últimos anos.


Ou seja, está se tornando evidente a necessidade de qualificação verde. De acordo com o LinkedIn, em todo o mundo, apenas um em cada oito trabalhadores possui uma ou mais competências verdes e por isso, no ritmo atual, a procura de trabalhadores com competências verdes ultrapassará a oferta.


Mas quais são essas habilidades verdes?


Aqui estão alguns exemplos.

- Alterações climáticas (meteorologista, especialista em agricultura, conselheiro de políticas, biólogo).

- Design Sustentável (arquiteto, urbanista).

- Energias Renováveis ​​(engenheiros, analistas de project finance).

- Eficiência Energética (engenheiros, gerente de utilidades).

- Agronomia (assessor técnico comercial, representantes comerciais).

- Controle de Erosão (obras públicas, fiscal de obra, engenheiro civil).

- Conscientização Ambiental (geógrafo, auxiliar de segurança).


O LinkedIn também analisou milhares de empregos e os dividiu em quatro categorias com base na intensidade de suas habilidades verdes:

- verde (técnico solar).

- ecologização (engenharia civil).

- potencial de ecologização (analista de dados).

- não verde (enfermeira).


Com base nessas quatro categorias, o LinkedIn elaborou gráficos para diferenciar regiões e setores. Clique aqui para ver esses gráficos e interagir com os dados e descobertas.


Informações realmente esclarecedoras. Além disso, o LinkedIn dá alguns depoimentos de profissionais que transitaram de empregos “não verdes” para “empregos verdes”, como um experiente “Gerente de Subsuperfície, Operações de Petróleo e Gás” com 30 anos de experiência que se tornou “Gerente de Subsuperfície, Operações Geotérmicas”.


Por último, algumas dicas caso você tenha interesse nesse tipo de mudança de carreira. O ponto de partida é que pode ser difícil conseguir empregos verdes. Eles tendem a exigir combinações de múltiplas habilidades verdes, que são difíceis de adquirir para aqueles sem experiência verde. Mas exatamente por isso, aqui está o que o LinkedIn recomenda:

- As competências STEM (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Matemática) estão no topo da lista, uma vez que muitos empregos verdes se baseiam em fundamentos de ciências e matemática.

- Várias funções verdes são relativamente novas e, por isso, representam uma oportunidade para trabalhadores sem experiência verde anterior.

- Empregos "como trampolins" que dão aos trabalhadores a oportunidade de adquirir competências verdes, por exemplo, que envolvam questões de sustentabilidade.


Clique na imagem abaixo para baixar o relatório de 34 páginas. E leia várias outras descobertas fantásticas e úteis. Incluindo vários gráficos comparando o desempenho de diferentes países.


Talvez você também queira relembrar esse post de agosto passado "Como conseguir um emprego em tecnologia climática".





Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page