Guiana Francesa: maior projeto mundial de uma usina de hidrogênio

Hidrogênio. Mais tecnologia sendo desenvolvida. Depois de terminar essa leitura, pense se as áreas limítrofes a floresta amazônica não poderiam se tornar algo como uma "faixa para projetos de hidrogênio". A partir dos recursos do ‘loss and damage’ fund após a última COP27. Para benefício global.


Vamos lá.


Se o European Spaceport, plataforma de lançamentos dos foguetes Ariane, já está na Guiana Francesa por sua localização equatorial favorável e próximo ao mar aberto, a região está agora se tornando relevante para outro carro-chefe inovador: um projeto para geração de hidrogênio.


Hydrogène de France (HDF) – empresa francesa especializada no desenvolvimento de soluções de armazenamento de hidrogênio – e seus sócios, o fundo de infraestrutura Meridiam e a operadora de petróleo SARA (Rubis Group) – empresa francesa especializada na distribuição de petróleo na Guiana Francesa e Caribe francês - iniciaram a construção da usina CEOG (Centrale Electrique de l'Ouest Guyanais) na Guiana Francesa.


A CEOG é a primeira usina de hidrogênio com vários megawatts do mundo: 128MWh. E incluindo o maior armazenamento de hidrogênio verde.


Operando de forma totalmente autônoma, esta usina inovadora produzirá eletricidade 100% renovável, a partir do sol e da água. Desta forma, a CEOG evitará a combustão de 12 milhões de litros de gas / óleo por ano, equivalente à emissão de 39.000 toneladas de CO2 por ano, quando comparando a uma central térmica "tradicional". A operação está programada para iniciar-se em abril de 2024.


A CEOG é 60% da Meridiam, 30% da SARA (Rubis Group) e 10% da HDF. Os fabricantes franceses McPhy e HDF fornecerão eletrolisadores e células de combustível, respectivamente. O consórcio franco-alemão Siemens Energy SAS / Siemens Ebergy Global Gmbh & Co KG será o fabricante e operador do CEOG.


Clique na imagem abaixo para assistir a um pequeno vídeo de 3 minutos do CEOG (em francês) sobre o projeto.


E aqui os links para as empresas individuais:

- para ver todos os projetos espalhados pelo Mundo da Hydrogène de France (HDF)

- para ler mais sobre Meridiam

- para o artigo da SARA (Rubis Group)



 CARBON CREDIT MARKETS

« … car rien ne se crée, ni dans les opérations de l’art, ni dans celles de la nature, et l’on peut poser en principe que, dans toute opération, il y a une égale quantité de matière avant et après l’opération ; que la qualité et la quantité des principes est la même, et qu’il n’y a que des changements, des modifications. »

Antoine-Laurent De Lavoisier 1789, Traité élémentaire de chimie.