Buildup para COP27: O MSCI Net-Zero Tracker

O MSCI Net-Zero Tracker indica o progresso coletivo das empresas listadas no mundo para manter o aumento da temperatura global neste século dentro de 1,5°C dos níveis pré-industriais, o limite para prevenir os piores efeitos de um clima em aquecimento. Ele mostra as empresas com as maiores pegadas de carbono, destaca líderes corporativos e retardatários na divulgação climática e destaca empresas cujas metas climáticas são notáveis ​​por seu alinhamento com as metas globais de redução de emissões.


Aqui está o resumo das descobertas da última edição do Net-Zero Tracker da MSCI, que abrange dados de 31 de agosto de 2022:

  • Apenas 16% das empresas listadas no mundo se alinham com a meta global de limitar o aquecimento futuro a 1,5°C acima dos níveis pré-industriais

  • As emissões de carbono das empresas listadas tornariam o planeta 2,9°C mais quente até o final do século

  • As empresas vão queimar sua parte do orçamento global de carbono para limitar o aumento das temperaturas a 1,5°C até 31 de dezembro de 2026, quase dois meses antes do que a MSCI ESG Research projetou em junho, estima o relatório.

  • Embora quase um terço (32%) das compensações de carbono emitidas até o momento estejam vinculadas ao plantio ou preservação de florestas, um número significativo dessas compensações está localizado em áreas que apresentam risco médio a alto de incêndios florestais, de acordo com o relatório, que examina as conexão entre os riscos relacionados ao clima e à natureza.


Por que é importante: as negociações sobre o clima começarão na COP27 no Egito, centradas na aceleração dos esforços para reduzir as emissões globais de gases de efeito estufa. As nações se reunirão novamente quase três semanas depois no Canadá, onde esperam elaborar uma estrutura para proteger e conservar a natureza. Clique na imagem abaixo para acessar o relatório completo do MSCI Net-Zero Tracker.




 CARBON CREDIT MARKETS

« … car rien ne se crée, ni dans les opérations de l’art, ni dans celles de la nature, et l’on peut poser en principe que, dans toute opération, il y a une égale quantité de matière avant et après l’opération ; que la qualité et la quantité des principes est la même, et qu’il n’y a que des changements, des modifications. »

Antoine-Laurent De Lavoisier 1789, Traité élémentaire de chimie.