top of page

BloombergNEF e créditos de carbono: 2024 ano desafiador, mas podendo chegar a US$ 238/tonelada em 2050.

Hoje é terça-feira, 12 de março de 2024.


Há cerca de um mês, a BloombergNEF (BNEF) publicou "Créditos de carbono enfrentam o maior teste até agora, podem atingir US$ 238/tonelada em 2050".


BloombergNEF significa Bloomberg New Energy Finance e foi fundada em 2004 para fornecer serviços por assinatura na indústria de energia limpa. Em 2006, adicionou análise e modelagem dos mercados de carbono ao seu conjunto de serviços.


De acordo com o artigo, “o escrutínio contínuo e as questões de reputação fizeram de 2023 um ano desafiador para o mercado voluntário de carbono”. Talvez se lembrem da série de artigos de um jornal britânico, seguidos de iniciativas relacionadas com o reforço da integridade, como os liderados pelo ICVCM e VCMI, ambos também do Reino Unido.


Além disso, como a COP-28 no Dubai não deliberou sobre os créditos de carbono, vários intervenientes importantes nos mercados de créditos de carbono estão acelerando a defesa e as análises sobre o tema.


É por isso que 2024 é visto como “um ano determinante para o futuro do mercado, ligado à possibilidade de restaurar a confiança nos créditos de carbono”.


De acordo com o relatório da BNEF "Long-Term Carbon Offsets Outlook 2024", se isso for alcançado, "poderá levar as empresas a comprar bilhões de créditos de carbono anualmente, elevar os preços para mais de 200 dólares por tonelada e construir um mercado avaliado em mais de 1,1 bilhões de dólares anualmente até 2050".


Especificamente para 2030, a BNEF prevê os seguintes preços de carbono por tonelada métrica:

- $ 20 para compensações de alta qualidade

- $ 93 na Califórnia

- $ 162 na União Europeia


Sabia que o Estado de Nova Iorque está para introduzir um esquema “cap-and-trade”, que a China continental está concentrando-se nas emissões dos setores do cimento e do alumínio, e que a União Européia tem evoluído na captura direta de CO2 diretamente da atmosfera? Ou que a recessão econômica e a inflação podem reduzir a procura de alowances e créditos de carbono, devido à redução da atividade empresarial?


O relatório também menciona que novas orientações do US Commodities Futures Trading Commission (CFTC) estão em preparação, entre outros reguladores que se concentram no fortalecimento da confiança nos créditos de carbono. Relembre aqui nosso post de julho de 2023 com referência a esses esforços da CFTC dos EUA.


Clique na imagem abaixo para ver a matéria da BNEF e aqui para a página específica com o resumo do "Long-Term Carbon Offsets Outlook 2024" report. Somente clientes da BNEF podem acessar o relatório completo.




Commenti

Valutazione 0 stelle su 5.
Non ci sono ancora valutazioni

Aggiungi una valutazione

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page