top of page

(Parte 1/2) Banco Mundial comprometido e pagando por créditos de carbono de alta integridade. E liderando o Fundo Loss & Damage.

Hoje é quinta-feira, 13 de junho de 2024.


Em press release emitido durante a COP28 em Dubai, em dezembro de 2023, o Banco Mundial anunciou planos para o crescimento de mercados globais de carbono de alta integridade.


Com a intenção de beneficiar primeiro os países em desenvolvimento, em 2024 o Banco Mundial decidiu apoiar cinco dos 15 países que são membros do Forest Carbon Partnership Facility (FCPF). Além disso, acrescentou que até 2028 todos os países do FCPF estarão “em condições de interagir com os mercados de carbono”.


A expectativa é que esses cinco países gerem mais de 24 milhões de créditos de carbono apenas em 2024 e alcancem cerca de 126 milhões até 2028.


Estes créditos representam uma renda de até US$ 2,5 bilhões, em condições adequadas de mercado, sendo que grande parte desse valor reverteria para comunidades e países.


Este valor é muito superior ao do Fundo Loss & Damage considerando que, até março de 2024, a promessa por alguns países desenvolvidos totalizou US$ 661 milhões.


A propósito, há poucos dias o Banco Mundial assumiu o papel de “interim secretariat host” e administrador desse Fundo Loss & Damage Fund, um fundo para responder às perdas e danos causados ​​pelas alterações climáticas.


Este artigo continua amanhã, quando concluirmos a análise de como o Banco Mundial está diferenciando seus créditos de carbono. Haverá também referência ao primeiro país em 2024 que foi consideravelmente pago dentro dessa frente.




コメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page