top of page

A Casa Branca: Implicações climáticas e energéticas de criptoativos nos Estados Unidos

Em março 2022 o presidente dos Estados Unidos solicitou ao White House Office of Science and Technology Policy (OSTP), em alinhamento com o Executive Office of the President e a todas as agências federais, que examinasse as conexões entre as tecnologias de contabilidade distribuída (DLT, distributed ledger technology) e a transição energética, destacando tanto o potencial dessas tecnologias em apoiar o combate às mudanças climáticas quanto seu impacto no meio ambiente.


O relatório, concluído agora em setembro, conclui que a mineração de criptomoedas consome tanta energia quanto toda a iluminação doméstica dos Estados Unidos. E o uso de energia vem triplicando desde o início de 2021, com os Estados Unidos já respondendo por um terço da mineração de criptomoedas do mundo.


O relatório também indica que a geração global de eletricidade para os criptoativos nos maiores mercados resultou em um total combinado de 140 ± 30 milhões de toneladas métricas de dióxido de carbono por ano (Mt CO2/ano), ou cerca de 0,3% das emissões globais anuais de GEE.


Também destaca o potencial para as tecnologias blockchain desempenharem um papel nos mercados ambientais, e o DLT poderia potencialmente permitir a coordenação de recursos energéticos distribuídos, bem como um gerenciamento mais amplo de cadeias de suprimentos.


Abaixo alguns dos tópicos analisados no relatório

  1. Criptoativos Afetam o Uso de Eletricidade e a Rede

  2. O uso de eletricidade varia para diferentes tipos de ativos criptográficos

  3. A mineração de ativos criptográficos pode afetar os consumidores de eletricidade e a rede

  4. Projeções futuras de uso de eletricidade de ativos criptográficos são incertas

  5. Criptoativos resultam em emissões de gases de efeito estufa e outros impactos ambientais

  6. A mineração de ativos criptográficos usando a eletricidade da rede gera emissões de gases de efeito estufa – a menos que a mineração use energia limpa

  7. Os impactos ambientais incluem poluição do ar e da água, ruído e resíduos eletrônicos

  8. Tecnologias emergentes de ativos digitais podem apoiar o monitoramento ou mitigação do clima

  9. Blockchains e distributed ledgers (contabilidade distribuída) em mercados ambientais

  10. Blockchain como tecnologia de habilitação de fontes distribuídas de energia


Clique na imagem abaixo para acessar o relatório de 46 páginas, das quais 10 páginas apenas com valiosas referências bibliográficas (Endnotes). Há também ótimos gráficos e tabelas comparando as várias criptomoedas.


コメント

5つ星のうち0と評価されています。
まだ評価がありません

評価を追加

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page