top of page

Visual Capitalist: Quanto do mundo são terras agrícolas? Suficiente?

Hoje é quarta-feira, 17 de janeiro de 2024.


As terras agrícolas são definidas como áreas de terra utilizadas para o cultivo de culturas herbáceas para consumo humano, forragem e biocombustíveis.


Como as terras agrícolas são distribuídas globalmente?


Com base em um artigo científico publicado na Nature por Peter Potapov et al. em 2021 "Global maps of cropland extent and change show accelerated cropland expansion in the twenty-first century", Adam Symington postou um artigo em Visual Capitalist com o mapa da imagem abaixo.


Para criar o conjunto de dados de terras agrícolas, o estudo da Nature utilizou o arquivo de dados do satélite Landsat de resolução espacial de 30 metros, processado consistentemente de 2000 a 2019. As métricas foram então usadas como variáveis ​​independentes para uma classificação de aprendizado de máquina para mapear a extensão global de terras agrícolas. Os mapas de áreas agrícolas também foram integrados com o Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS) / "net primary production" (NPP) como um proxy variável para analisar a produtividade das culturas. A NPP correlaciona-se com o rendimento das culturas, a produção de biomassa e o sequestro de carbono, embora a variação dos tipos de culturas e práticas de gestão impeça a estimativa direta do rendimento das culturas a partir da NPP das terras agrícolas.


Usando dados amostrais (IC, intervalo de confiança de 95%), os cientistas estimaram a área global de terras agrícolas em 2019 em 1.244,2 ± 62,7 Mha.


Estaria distribuída da seguinte forma:

  • 55% na Eurasia

  • 17% na Africa

  • 16% na América do Norte e Central

  • 9% na América do Sul

  • 3% na Oceania


O estudo também mostrou as tendências de crescimento nas duas primeiras décadas do século XXI. Para simplificar, não mostramos o IC:

  • +53.2 Mha na Africa

  • +37.1 Mha na América do Sul

  • +7.5 Mha no Sudeste Asiático

  • +3.0 Mha na Oceania

  • +1.8 Mha na América do Norte e Central

  • +0.9 Mha na Eurasia


Isto totaliza um aumento de 101,9 Mha entre 2000 e 2019 – ou 8% – altamente concentrado em “novas fronteiras agrícolas”, como África e América do Sul. E também significa que 92% do total de terras agrícolas em 2019 já existia antes de 2019.



O capítulo de discussão do estudo também aponta que "as principais regiões de planície do mundo foram convertidas em paisagens agrícolas homogêneas, incluindo as Grandes Planícies na América do Norte, os Pampas na América do Sul, a estepe Pôntica na Europa, o norte da China e as Planícies da Manchúria em leste da Ásia, a Planície Indo-Gangética no sul da Ásia, partes da região do Sahel na África e sudeste da Austrália".


Carbon Credit Markets acrescentaria, como já foi relatado, futuras possíveis “novas fronteiras agrícolas”, Canadá e Federação Russa.


Clique aqui para ver o artigo de Adam Symington para Visual Capitalist e na imagem abaixo para acessar o estudo da Nature. O capítulo “Discussão” no final é de particular interesse. Dentre outros, comenta que “A distribuição e a dinâmica globais das terras agrícolas não seguem as fronteiras nacionais, mas refletem o potencial agrícola, a população e a história do uso da terra.”





Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page