top of page

Science Based Targets initiative (SBTi) pede evidências sobre certos créditos de carbono.

Hoje é sábado, 14 de outubro de 2023.


(1) J-Credits, os créditos de carbono japoneses como meio de “realizar tanto a redução de emissões quanto crescimento econômico”;

(2) ACX Singapura, a 1a bolsa de carbono da Ásia, utilizando tecnologia blockchain;

(3) VCM, créditos voluntários de carbono com exemplos específicos de preços de REDD e ARR variando de US$7 a 34 /tCO2e;

e (4) tema da Science Based Targets initiative (SBTi).


Este último merece post específico, não só por afetar o #VCM - empresas têm utilizado créditos de carbono enquanto a SBTi carece de clareza sobre o tema - mas também pela relação direta com a Voluntary Carbon Markets Integrity Initiative (VCMI).


A SBTi é uma parceria entre o CDP, United Nations Global Compact, World Resources Institute e o WWF, com um objetivo: reduzir as emissões globais de gases de efeito estufa, promovendo metas científicas.


Durante a última Climate Week, a SBTi lançou a “Call for Evidence on the Effectiveness of the Use of Environmental Attribute Certificates in Corporate Climate Targets”.


O que isso significa?


Segundo a SBTi, “o objetivo é ajudar o ecossistema corporativo a compreender se diferentes instrumentos podem impulsionar de forma crível a descarbonização e apoiar os compromissos de redução de emissões”. Para propósitos investigativos, enumera tipos de evidências, por exemplo, pesquisas, estatísticas e estudos de caso.


Os "Environmental Attribute Certificates" podem estar relacionados à:

(1) Energia para eletricidade;

(2) Outros vetores de energia, como o hidrogênio e gás verde, e combustível de aviação sustentável;

(3) Créditos de redução de emissões;

e (4) commodities certificadas, como aço verde.


Não estão incluídos instrumentos como "removal credits / sinks". O glossário do IPCC, define "sink" como "qualquer processo, atividade ou mecanismo que remove um gás de efeito estufa... da atmosfera".


Importante lembrar que o VCMI Claims Code of Practice (Code) da VCMI de junho de 2023, que visa aumentar a credibilidade dos VCM e compromissos que envolvam o uso de créditos de carbono, inclui:

(1) seguir os critérios da SBTi;

(2) divulgar quem validou independentemente a meta;

e (3) incluir escopos 1, 2 e 3.


O processo vai até 24 de novembro, 5 dias antes do início da COP-28. Clique na imagem.


Até hoje, a SBTi orientou mais de 3.200 empresas e instituições financeiras na definição de metas climáticas válidas e alinhadas com a ciência.




Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page