top of page

Os jovens sentem que não têm futuro devido às alterações climáticas; precisamos mudar a narrativa.

Antes de nos referirmos a amanhã, último dia de 2022, há vários filmes e vídeos sobre as mudanças climáticas, ​​hoje tentaremos repassar como tudo isso está impactando os sentimentos dos jovens e suas ansiedades em relação ao futuro: a "ansiedade climática".


Há cerca de um mês, você deve ter visto que a ativista Greta Thunberg, juntamente com um grupo de crianças e jovens, processou seu país natal, a Suécia, por "failing on climate". Aqui está um artigo (em inglês) da Impakter e Auroramålet é o nome da organização por trás desta ação (site em sueco, incluindo link ao próprio processo)


"O Estado sueco falha em cumprir o requisito constitucional de promover o desenvolvimento sustentável levando a um bom ambiente para as gerações presentes e futuras", disse o grupo em um comunicado. A própria Greta twittou: “Hoje, na Black Friday, é o dia perfeito para processar o estado por suas políticas climáticas insuficientes. Então foi isso que fizemos. Vejo você no tribunal!


Essa não é a primeira vez. Em 2019, eles fizeram uma petição contra a Argentina, Brasil, França, Alemanha e Turquia.


Uma pesquisa global intitulada "A ansiedade climática em crianças e jovens e suas crenças sobre as respostas dos governos às mudanças climáticas" traz algumas constatações que não devem ser ignoradas. 10 mil crianças e jovens (16 a 25 anos) da Austrália, Brasil, Finlândia, França, Índia, Nigéria, Filipinas, Portugal, Reino Unido e Estados Unidos responderam à pesquisa online. Os resultados:

  • mudança climática: 59% estão muito ou extremamente preocupados

  • >50% relataram alguma das seguintes emoções: tristeza, ansiedade, raiva, impotência, desamparo e culpa.

  • > 45% disseram que seus sentimentos sobre a mudança climática afetaram negativamente sua vida diária

  • 75% acham que o futuro é assustador

  • 83% acham que as pessoas falharam em cuidar do planeta

Os entrevistados avaliaram negativamente as respostas governamentais às mudanças climáticas e relataram mais sentimentos de traição do que de segurança. Ansiedade e angústia climáticas foram correlacionadas com a percepção de resposta inadequada do governo e sentimentos associados de traição.


O cenário não é legal.


Clique no gráfico abaixo para ler uma análise (em inglês) de Hannah Ritchie que defende: "Precisamos reformular a narrativa de condenação e sacrifício para uma de oportunidade".


Carbon Credit Markets acrescenta: trata-se de participar de uma Nova Revolução Industrial, agora Global.


E aqui para o estudo original publicado no The Lancet - Planetary Health.




 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page