top of page

Olhe para as árvores: mercados de carbono podem ajudar os países a atingir suas metas climáticas

Aqui está um relatório interessante da McKinsey, com foco na Malásia, mas com grandes conceitos válidos para outros países ricos em florestas.


Em junho de 2022, os países com metas net zero anunciadas cobrem mais de 80% das emissões globais e respondem por mais de 90% do PIB mundial (PPP) e 80% da população mundial. Os países estão aplicando uma variedade de mecanismos de mercado - tradicionais ou não - para acelerar as ações rumo às metas de redução de emissões.


As soluções baseadas na natureza (NBS) – projetos que visam aumentar o sequestro de carbono no ambiente natural – podem ser um elemento-chave desse esforço. Os projetos recebem créditos de carbono proporcional à quantidade de emissões removidas do meio ambiente ou impedidas de serem lançadas no meio ambiente, quando executados de acordo com as metodologias prescritas pelos padrões de carbono. Isso inclui a restauração de florestas degradadas, manguezais e turfeiras e o aumento da quantidade de carbono sequestrado por hectare de terra por meio da melhoria do manejo da terra.


De acordo com a McKinsey Nature Analytics, estes são os 10 principais países com potencial NBS de crédito de carbono (%):

  • Brasil e Indonésia, 15% cada

  • República Democrática do Congo 5%

  • Peru 4%

  • Bolívia, Papua Nova Guiné, Malásia, Rússia, Estados Unidos, 3% cada

  • Venezuela, 2%

  • Resto do Mundo, restantes 44%


De acordo com a McKinsey, há sinais de uma crescente demanda global por créditos de carbono por parte de empresas que se comprometeram com metas de mitigação e net zero. Estudos recentes prevêem um aumento de 15 vezes na demanda até 2030, para 1,5–2,0 gigatoneladas métricas de CO2 equivalente (GtCO2e) por ano.


Conforme indicado, o relatório foca na Malásia e pode ser acessado clicando no gráfico abaixo.





Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page