Japão exigirá que 4.000 empresas divulguem os riscos climáticos (Nikkei Asia)

A Agência de Serviços Financeiros do Japão (FSA) exigirá que as grandes empresas relatem suas emissões de gases de efeito estufa e façam outras divulgações relacionadas ao clima. A nova iniciativa deve abranger cerca de 4.000 empresas, incluindo aquelas listadas na Bolsa de Valores de Tóquio, e provavelmente será aplicada a partir de abril de 2022. A FSA primeiro exigirá que as empresas listadas em seu mercado de primeira linha cumpram suas novas regras de divulgação. Em seguida, expandirá sua cobertura para todas as empresas que enviam relatórios anuais de valores mobiliários, exigindo que façam as divulgações necessárias após o ano fiscal de 2023. A FSA exigirá que as empresas façam divulgações de acordo com a Task Force on Climate-related Financial Disclosures. Clique na imagem para saber mais.




 CARBON CREDIT MARKETS

« … car rien ne se crée, ni dans les opérations de l’art, ni dans celles de la nature, et l’on peut poser en principe que, dans toute opération, il y a une égale quantité de matière avant et après l’opération ; que la qualité et la quantité des principes est la même, et qu’il n’y a que des changements, des modifications. »

Antoine-Laurent De Lavoisier 1789, Traité élémentaire de chimie.