Inverno seco reduz nível dos reservatórios e arruina colheitas em Espanha e Portugal

Embora as zonas áridas da Península Ibérica tenham historicamente experimentado períodos de seca, especialistas dizem que as mudanças climáticas agravaram o problema. Este ano, em meio a níveis recordes de baixa ou nenhuma chuva, os agricultores de Portugal e Espanha, que estão cultivando produtos para toda a Europa, estão preocupados que suas colheitas para esta temporada sejam arruinadas. Nos últimos três meses de 2021, a Espanha registrou apenas 35% da precipitação média registrada no mesmo período de 1981 a 2010. Mas quase não choveu desde então. A principal associação de agricultores e criadores de gado da Espanha, COAG, alerta que metade das fazendas espanholas estão ameaçadas pela seca este ano. Ele diz que se não chover muito no próximo mês, as culturas de sequeiro, incluindo cereais, azeitonas, nozes e vinhedos, podem perder de 60% a 80% de sua produção. Clique na imagem (AP Photo/Emilio Morenatti) para saber mais.




 CARBON CREDIT MARKETS

« … car rien ne se crée, ni dans les opérations de l’art, ni dans celles de la nature, et l’on peut poser en principe que, dans toute opération, il y a une égale quantité de matière avant et après l’opération ; que la qualité et la quantité des principes est la même, et qu’il n’y a que des changements, des modifications. »

Antoine-Laurent De Lavoisier 1789, Traité élémentaire de chimie.