top of page

Diário COP28, 9 de dezembro de 2023, Especial Carbon Credit Markets.

Notícias de Dubai. Um dia inesquecível.


Antes de começarmos.

Que grande dia em termos de conteúdos e conexões para Carbon Credit Markets.


Trocamos algumas palavras com Judith Simon, presidente e CEO interina da Verra. Além de uma conversa mais longa com Hillary Navarro, Diretora de Comunicações da Verra. Também nos encontramos pessoalmente e conversamos com o Sr. Koakutsu, diretor do Centro da Parceria de Implementação do Artigo 6 do Acordo de Paris (A6IP), com quem interagimos remotamente ao longo deste ano a propósito de todos os desenvolvimentos dessa parceria. E a Ana Toni, Diretora de Mudanças Climáticas do Ministério do Meio Ambiente do Brasil, trocamos algumas idéias sobre a proposta de regulamentação dos créditos de carbono no país. Além de outras novas conexões. Realmente um dia bastante interativo.


Sobre o conteúdo, a mesma situação. Muitas informações novas. Tanto que vamos adaptar um pouco este diário. Citaremos apenas os nomes das reuniões ou painéis dos quais participamos e indicaremos as principais citações e acrescentaremos referências, quando disponíveis. Como tal, uma leitura mais leve. E se quiser mais informações e achar que nós a temos, basta usar a linha de comentários para perguntar, seja em nosso website principal ou em nossas redes sociais.


Mamma mia. Here we go again!


O dia.


COP28 Presidency Press Conference

  • “Não há caminho sem natureza. Todas as Partes funcionando com paixão e propósito. E talvez cafeína. (Embaixador Majid Al Suwaidi, Diretor Geral da COP28)

  • “As florestas apresentam um grande potencial. A hora de agir é agora.” Em seguida, fez referência à “Parceria para Líderes Florestais e Climáticos (FCLP)”. (Samuel Abdulai Jinapor, Ministro de Terras e Recursos Naturais de Gana)

  • “Esforços demasiadamente grandes para falhar”. Também elogiou o Congo e o Brasil pelos esforços contra o desmatamento. (Rick Duke, enviado especial adjunto para o clima nos Estados Unidos)

  • Experiência desértica e costeira nos Emirados Árabes Unidos. Primeiro proteja e depois restaure. “4 a 5 vezes mais absorção que a região amazônica”. Conhecimento para compartilhar. “Reverter de vermelho para verde”. (Dra. Shaikha Salem Al Dhaheri, Secretária Geral da Agência Ambiental - Abu Dhabi)

  • “A necessidade de descarbonizar é evidente. Também para repensar as finanças. Passar de milhões para bilhões. Adicione a questão da saúde das pessoas à mesa de discussão. E o nosso papel é facilitar as negociações entre as Partes, no sentido da entrega resultados ambiciosos”. (Embaixador Majid Al Suwaidi, respondendo a pergunta da mídia).


Verra: Launches Research Initiative in Partnership with the Climate Crisis Advisory Group (CCAG)

  • Aqui está o comunicado sobre a parceria.

  • O principal objetivo da pesquisa é “determinar como as melhores práticas científicas podem apoiar uma confiança duradoura no VCM”

  • CCAG “foi criado em 2021 pelo ex-Representante Especial para Mudanças Climáticas e Conselheiro Científico Chefe do Governo do Reino Unido, Sir David King, como uma resposta direta à urgente emergência climática e à crescente lacuna entre o conhecimento científico e o conhecimento tangível. Ação. É um grupo independente de especialistas globais que reflete uma ampla gama de disciplinas acadêmicas e conhecimentos indígenas.”

  • “O mercado de carbono precisa funcionar”. Os resultados da parceria serão publicados até o segundo trimestre de 2024. (Judith Simon, presidente e CEO interina da Verra).

  • “Precisamos de ciência melhor e rigorosa. Que remova legados ruins do passado. E certificar-se de que os mercados de créditos de carbono farão a diferença no futuro”. (Professor Mark Maslin).

  • “E agências de rating”. Judith Simon complementando resposta do professor (“a academia vai ajudar”) à imprensa sobre a qualidade dos offsets. BBC e Reuters estavam todos lá fazendo perguntas.


Finance Transparency for Ambition and Accountability


Launch of the 2023 Circular Carbon Economy Index

  • Liderado por um pesquisador, Clima e Sustentabilidade da KAPSARC (King Abdullah Petroleum Studies and Research Center), uma comparação muito completa dos países em termos de desempenho e facilitadores de uma economia circular.

  • Os indicadores de desempenho incluem: Eficiência energética, Energias renováveis, Eletrificação, Energia nuclear, Mudança de combustível, Sumidouros naturais, CCUS e Hidrogênio limpo.

  • Os indicadores facilitadores são agrupados como: Políticas e regulação, Tecnologia, conhecimento e inovação, Finanças e investimento, Ambiente de negócios e Resiliência do sistema.

  • “Tecnologia é a razão para estar no topo” (Fatih Yilmaz, Research Fellow, Climate and Sustainability KAPSARC).

  • A ferramenta inclui comparativos de países e grupos e simuladores, entre outros recursos. Dê uma olhada. Bem interessante. https://cceindex.kapsarc.org/cceindex/home


The Netherlands: Signing Joint Ministerial Statement on Fossil Fuel Subsidies

  • 12 países de todo o mundo de olho nos subsídios: mais transparência, enfrentar barreiras e criar diálogo internacional. (Rob Jetten, Ministry Climate and Energy of The Netherlands).

  • “Os subsídios representam sérios riscos, pois prejudicam a política baseada na precificação do carbono. Precisamos virar a página dos combustíveis fósseis o mais rápido possível”. (Wopke Hoekstra, European Commission)

  • Além dos Países Baixos, os seguintes países enviaram representantes para apoiar a iniciativa na conferência de imprensa. Canadá, França, Espanha, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Áustria e Antígua e Barbuda. Outros países que também aderiram a esta coligação internacional para eliminar gradualmente os subsídios aos combustíveis fósseis são a Irlanda, a Costa Rica e o Luxemburgo. Clique aqui para o press release.


Enhancing NDCs through the Article 6 Implementation Partnership (A6IP): Launching of A6 Implementation Support Package

  • Indicado que já 37 países mencionam o Artigo 6 nos seus NDCs. De importância para os países em desenvolvimento, foi apresentado o Processo de Oferta de Apoio A6IP. Pode ser uma ferramenta para a próxima submissão de NDC 25T4 - 26T2. Trabalhocom o Banco Mundial para o registo. Também estiveram presentes representantes dos Estados Unidos e da IETA. Clique para saber mais. https://a6partnership.org/capacity-building/


The Role of Carbon Pricing in Moving the Industry Closer to Net-Zero by 2050


The role of CBAM in promoting carbon pricing initiatives worldwide

  • Um painel de alto nível, defendendo fortemente o CBAM.

  • “O CBAM é uma ferramenta política complementar à nossa ambição climática em todo o mundo” (Gerassimos Thomas, Director General Taxation and Customs at the European Union)

  • “CBAM cria condição para resolver o verdadeiro problema nos Estados Unidos” (US Senator, Sheldon Whitehouse, Clean Competition Act / US Carbon Border Adjustment Bill)

  • “Iremos para as energias renováveis” (Ivete Joaquim Maibaze, Minister of Land and Environment, Mozambique, quando questionado sobre o que fazer com as exportações de alumínio)

  • “Até 2038, a UE espera que os allowances cheguem a zero” (Mohammed Chahim, European Parliament, percebido como “o pai do CBAM” e extremamente vocal sobre isso)

  • “As pessoas tomam decisões aqui e agora”. CBAM não é a forma de convencer as pessoas”. (Luiza, representante de uma NGO).

  • Anna Lührmann Minister of State for Europe and Climate também esteve presente.


Antes de encerrarmos o dia.


UNEP: Launch of the State of Finance for Nature Report

  • Perdemos esta apresentação, mas formos atrás do seu conteúdo. Provavelmente está aqui, de onde citamos:

  • “O relatório conclui que, em 2022, os investimentos em soluções baseadas na natureza totalizaram aproximadamente 200 bilhões de dólares, mas os fluxos financeiros para atividades que prejudicam diretamente a natureza foram mais de 30 vezes maiores.”


Climate Action Network updates on the Negotiations

  • En passant, notámos um forte ativismo para a eliminação progressiva dos combustíveis fósseis: “interromper imediatamente toda a nova produção. Estados Unidos devem liderar”.

  • Sobre a palavra “unbated”: “não queremos essa palavra no texto. Queremos que o petróleo fique aonde está”.

  • Sobre os ministros e políticos: “Estamos de olho em vocês. Vocês terão que se expor e fazer escolhas”.


People and paparazzi

Além de tudo o que já mencionamos na seção “Antes de começar”, no Pavilhão do Japão também conversamos com o Sr. Kawamata, Diretor de Estratégia Internacional do Ministério do Meio Ambiente do Japão. País importante para ficar de olho.


Hoje também nos encontramos novamente com o Sr. Alan VanderMolen, que lidera a Estratégia de Relações Públicas e Comunicações da COP28 e que há alguns dias nos abordou com “Tenho visto você por aí”. É bom ser notado reunindo o máximo de informações para nossos leitores.


E como temos relatado, parece haver um crescendo de pequenas manifestações. Algumas muito criativas. Um grupo estava entregando a todos uma barra de chocolate de 100g, onde se lia: “The Change Chocolate. Armazene no máximo 1,5°C. Este chocolate foi produzido a 1,2°C/420 ppm. Por que o mundo precisa de um trilhão de árvores. Leia dentro”. E no interior, um texto interessante, com referências ao seguinte portal: www.plant-for-the-planet.org .


Our key takeaways

  • “A necessidade de descarbonizar é evidente. Também para repensar as finanças. Passar de milhões para bilhões. Adicionar a saúde das pessoas à mesa de discussão. E o nosso papel é facilitar as negociações entre as Partes, no sentido da entrega de resultados ambiciosos”. (Ambassador Majid Al Suwaidi, COP28 Director General)

  • “Precisamos de ciência melhor e rigorosa. Remover legados ruins do passado. Certificar que os mercados de créditos de carbono farão a diferença no futuro”. (Professor Mark Maslin).

  • “Tecnologia é razão para estar no topo” (Fatih Yilmaz, Research Fellow, Climate and Sustainability KAPSARC).

  • “Os subsídios representam sérios riscos, pois prejudicam a política baseada na precificação do carbono”. (Wopke Hoekstra, European Commission)

  • “Todas as regiões com ETS apresentam redução de emissões per capita”. Representante da China no painel “The Role of Carbon Pricing in Moving the Industry Closer to Net-Zero by 2050”).

  • “Até 2038, a UE espera que as allowances cheguem a zero” (Mohammed Chahim, European Parliament).

  •  Os fluxos financeiros para atividades que prejudicam diretamente a natureza foram mais de 30 vezes maiores do que as soluções baseadas na natureza. (UNEP: Launch of the State of Finance for Nature Report)

  • “Não queremos a palavra “unbated” no texto". (Ativistas anti-indústria petrolífera)



Rio 1992 Declaration Principle #12.
Rio 1992 Declaration Principle #12.

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page