top of page

Capital Aberto: O ganha-ganha da emissão e venda de créditos de carbono

Segundo matéria de Gyedre Carneiro de Oliveira no portal Legislação & Mercados, abriu-se espaço para um promissor mercado de investimentos em projetos que geram créditos de carbono, estimado entre 30 bilhões e 50 bilhões de dólares até 2030. E o Brasil teria as condições de ser responsável por 20% do mercado mundial, o equivalente a 6 bilhões de dólares (ou cerca de 30 bilhões de reais) até 2030. Para o produtor rural, os créditos de carbono representam uma possibilidade de geração de renda verde e valorização imobiliária aliada à preservação do meio ambiente e ao combate às mudanças climáticas. Dentre muitos outros detalhes e etapas para elaboração de um projeto de Redd+ (Reduced Emissions from Deforestation and Degradation), ARR (Afforestation, Reforestation and Revegetation) ou ALM ALM (Agricultural Land Management) em uma área, o artigo também elabora a Lei 14.119/21, que regulamentou o pagamento por serviços ambientais, a contraprestação pecuniária recebida pelos serviços ambientais que os projetos de carbono podem gerar, não integrando a base de cálculo de Imposto de Renda, Contribuição sobre o Lucro Líquido (CSLL), PIS / Pasep e Cofins, tornando o mercado de carbono ainda mais atraente. Clique na imagem para acessar o artigo.



Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page