Ativo ou Passivo: O que o carbono significa contabilmente nos balanços?

Com as organizações privadas enfrentando crescentes pressões relacionadas a questões ambientais, as previsões de custos de médio a longo prazo para o carbono estão aumentando. Seja devido a impostos sobre carbono, sistemas de Cap&Trade ou mercados voluntários de crédito de carbono, o assunto "carbono" estará cada vez mais evidente nos balanços das grandes corporações. As empresas já estão fazendo isso e, como oportunidade, estão transformando o carbono de um passivo em um ativo. As estimativas sugerem que o preço global do carbono provavelmente ficará entre US$ 50 e US$ 100 por tonelada. Podemos esperar que isso aumente drasticamente à medida que o "propriedade" do carbono atmosférico diminua cada vez mais (você viu nosso artigo sobre Indonésia e Papua Nova Guiné?). O carbono é um passivo financeiro claro e as empresas que ainda não estão considerando o preço do carbono ou dos créditos de carbono em seus balanços estão "brincando com fogo". Algumas empresas estão protegendo suas apostas (fazendo hedge) tratando o carbono como uma classe de ativos e garantindo acordos de compensação de carbono de longo prazo e acordos de compra de energia para combater o aumento do valor do carbono. Os créditos não são os únicos ativos de carbono disponíveis. As empresas também estão capitalizando subsídios, concessões e incentivos fiscais para iniciativas de negócios verdes. Em suma, as conversas sobre descarbonização e créditos de carbono estão cada vez mais migrando do domínio dos Diretores de Sustentabilidade para os Diretores Financeiros, os CFOs.


Clique abaixo para ver este fantástico artigo de Sylvera, incluindo vários materiais de referência excelentes. Sylvera conclui propondo três maneiras de transformar a responsabilidade de carbono em ativos de carbono:

  1. definir preços internos de carbono (pensar no futuro, assumir o controle antes de reguladores e consumidores)

  2. evitar, reduzir, compensar (hierarquia de mitigação) e

  3. otimizar para qualidade ( verificação de terceiros)


 CARBON CREDIT MARKETS

« … car rien ne se crée, ni dans les opérations de l’art, ni dans celles de la nature, et l’on peut poser en principe que, dans toute opération, il y a une égale quantité de matière avant et après l’opération ; que la qualité et la quantité des principes est la même, et qu’il n’y a que des changements, des modifications. »

Antoine-Laurent De Lavoisier 1789, Traité élémentaire de chimie.