top of page

Armazenamento de energia em minas subterrâneas abandonadas

Minas subterrâneas esgotadas e abandonadas sendo considerado não só para fins de armazenamento geológico de CO2 - tecnologias de Captura e Armazenamento de Carbono (CCS) - mas também para Armazenamento Subterrâneo de Energia Gravitacional, em inglês, Underground Gravity Energy Storage (UGES).


Sim. Você leu corretamente e achamos que o potencial desse conceito é ótimo. Tanto do ponto de vista ambiental quanto social.


O modelo UGES proposto pelo grupo de pesquisadores do International Institute for Applied Systems Analysis (IIASA) é uma tecnologia de armazenamento de energia gravitacional que consiste em encher uma mina subterrânea com areia para gerar energia quando o custo da eletricidade for alto e depois remover a areia do mina para "armazenar energia", quando a energia for ou barata ou renovável. Ao contrário do armazenamento de energia da bateria, o meio de armazenamento de energia do UGES é areia (seu peso), o que significa que a taxa de autodescarga do sistema é zero, permitindo armazenamento de energia por tempos ultralongos.


As minas subterrâneas são adequadas para essas "baterias" porque já possuem:

  • elevadores para subir e descer contêineres

  • poços profundos que poderiam ser usados ​​na movimentação de pesos

  • infraestrutura básica e conecção à rede elétrica


As baterias de gravidade requerem pelo menos 300 metros de desnível para funcionar corretamente. "É difícil estimar o número de minas fechadas ou abandonadas, mas é provável que estejam na faixa de milhões de locais em todo o mundo. Mais de 550.000 nos EUA, 50.000 na Austrália e 10.000 no Canadá.


Do ponto de vista social, “Quando uma mina fecha, demite milhares de trabalhadores. Isso devasta comunidades que dependem econômicamente das mesmas. A UGES criaria algumas vagas, pois a mina forneceria serviços de armazenamento de energia depois do encerramento da operação mineral propriamente dita”, diz Julian Hunt, pesquisador do Programa de Energia, Clima e Meio Ambiente da IIASA e principal autor do estudo.


Clique na imagem abaixo para ler o artigo "Underground Gravity Energy Storage: A Solution for Long-Term Energy Storage". Inclui:

  • esquemas que explicam melhor o conceito

  • fórmula para calcular quanta energia poderia ser gerada para cada característica da mina

  • potencial UGES por país

  • vantagens e desvantagens do UGES em comparação com outras tecnologias de energia gravitacional: "energy vault", "gravitricity", Lift Energy Storage Technology (LEST), Mountain Gravity Energy Storage (MGES), Electric Truck Gravity Energy Storage (ETGES)

  • uma operação sugerida na mina TauTona e parque solar perto de Joanesburgo, África do Sul

  • estimativas de custo para o investimento

  • 75 referências bibliográficas





Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page