top of page

Al Gore na COP-28: Ferramenta mostra 352 milhões de pontos de emissão de GEE em todo o mundo.

Hoje é terça-feira, 20 de fevereiro de 2024.


Durante a última COP-28 e citado em uma de nossos posts diários, fizemos referência a uma ferramenta divulgada por Al Gore, ambientalista e ex-vice-presidente dos Estados Unidos.



Hoje revisaremos aquele interessante painel, por sua ligação com a integridade, a transparência e principalmente por se tratar de informação gratuita e de qualidade.


Que tal detalhes individuais de mais de 352 milhões de pontos de emissão de gases de efeito estufa em todo o mundo? Sim, 352 milhões de instalações individuais, fazendas e outros ativos emissores. Dados de diversas fontes abertas terrestres e espaciais, avaliados por dezenas de diferentes técnicas integradas. E Inteligência Artificial.


Quer saber onde fica o campo de petróleo e gás com maior emissão do mundo? Ou a fábrica de cimento com maior emissão? Aeroporto? Fonte de fermentação entérica? Gasodutos vazando? Basta olhar a imagem abaixo para alguns exemplos.


Você acreditaria que na Indonésia as emissões provenientes do desmatamento e da degradação diminuíram 56% e 87%, respectivamente, entre 2015 e 2022?


E que no Congo também houve reduções, 7% e 19% respectivamente.


A ferramenta também “ajusta os dados oficiais à realidade”.


Os aterros sanitários oficiais no México são responsáveis ​​por 55 milhões de toneladas de CO2e. A realidade (por exemplo, adicionando “aterros ilegais”) mais do que duplica esse número para 116 milhões.


Também Estados Unidos. Existem 8.659 EPAs registrados (um ponto de liberação de contaminantes atmosféricos na atmosfera externa) enquanto o número real é mais de 6.000 vezes maior… mais de 54 milhões de EPAs (!!!). Isso também incluímos na imagem em mosaico abaixo.


Antes de divulgar a ferramenta, Al Gore mostrou slides elaborados, estruturando sequencialmente o que a maioria de nós já sabe. E também adicionando novas perspectivas:


  • Meses cada vez mais quentes registados sequencialmente nos últimos 10 anos, de forma contínua.

  • 2023, pela primeira vez desde que há registo e num mesmo ano, todas as áreas oceânicas tropicais tiveram tempestades que atingiram a intensidade da categoria 5.

  • Energia liberada pela poluição provocada pelo aquecimento global “equivalente à explosão de “50.000 bombas atômicas da classe Hiroshina por dia, 365 dias por ano” (James Hansen da NASA).

  • “No futuro… algumas regiões inabitáveis, o que certamente contribuirá para a pressão migratória” (Jos Lelieveld do Instituto Max Planck).

  • Os incêndios florestais estão diminuindo nos trópicos, mas permanecem elevados e aumentando nos países do norte. Em 2022, os EUA, o Canadá e a Rússia registaram taxas mais elevadas de incêndios florestais (dados Climate TRACE)



Então, de acordo com Al Gore:


  • se 71 nações não apresentaram dados sobre emissões para nenhum dos anos abrangidos no Global Stocktake;

  • se 108 nações não apresentaram inventários de emissões em nenhum dos últimos cinco anos;

  • e nenhuma nação apresentou ainda um inventário de emissões para 2022…



Sem problemas. A Climate TRACE Coalition agora está compartilhando todos esses dados:


  • um balanço completo das emissões de todos os 241 países e regiões.

  • recorde histórico anual para o período 2015-2022.

  • segmentação detalhada para 53 setores, incluindo os 352 milhões de ativos individuais acima mencionados.

  • metadados incluindo tipo de instalação de propriedade, capacidade de produção, intensidade de emissões, nível de atividade e intervalos de incerteza.

  • fácil de usar, pesquisar, comparar, agregar e analisar. Por especialistas (que gostam até da API JSAON), mas também por pessoas como nós, não especialistas. Entusiastas preocupados.


Clique na imagem abaixo para acessá-la. A imagem é um mosaico de alguns dos maiores locais de emissão global, geralmente mencionados acima.


Al Gore conclui a sua apresentação do dia 3 de dezembro de 2023 na COP28 Dubai indicando que a somatória de todo o auto-relato no mundo corporativo representa apenas 14% das emissões globais (!!!!!). Então pergunta ao público: Você chamaria isso de Armageddon Greenwashing?


Algumas empresas já estão utilizando essa base de dados para “reavaliar fornecedores” e “limpar” suas cadeias de fornecimento. Antes que seus clientes o façam.




Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating

 CARBON CREDIT MARKETS

“Nothing in life is to be feared, it is only to be understood. Now is the time to understand more, so that we may fear less.”

“I am among those who think that science has great beauty”

Madame Marie Curie (1867 - 1934) Chemist & physicist. French, born Polish.

bottom of page